terça-feira, 8 de junho de 2021

Henrique Avancini anuncia que não participará das etapas 3 e 4 da Copa do Mundo MTB 2021

Henrique Avancini


Henrique Avancini anunciou nesta terça-feira, 8 de junho, que não estará presente nas etapas 3 e 4 da Copa do Mundo de MTB. A decisão foi publicada nas redes sociais do atleta e os fãs foram surpreendidos pela informação, mas apoiaram.

Segundo o atleta, dificuldades logísticas relacionadas à quarentena imposta pela pandemia foram um dos fatores que pesaram sob a decisão e que, agora, o foco está nos Jogos Olímpicos de Tóquio, onde as provas de mountain bike serão disputadas entre os dias 26 e 27 de julho.

"Após considerar, junto a equipe e as pessoas que trabalham comigo, resolvemos abortar minha participação por alguns fatores como dificuldade logística com quarentena, vacinação e otimização do meu treinamento", disse Avancini em suas redes sociais.

"Acredito ser uma decisão sábia e estou confiante de que é o que deve ser feito almejando a melhor performance possível nos Jogos Olímpicos", declarou.

Henrique Avancini ainda agradeceu aos envolvidos em sua preparação "pelo comprometimento e apoio" e finalizou: "nos vemos no Japão".

A etapa 3 da Copa do Mundo de MTB acontece em Leogang, na Áustria, no dias 12 e 13 de junho. Já a etapa 4, ocorre em Les Gets, na França, em 3 e 4 de julho.

Foto: Bartek Wolinsk / Red Bull Content Pool
Leia mais...

segunda-feira, 7 de junho de 2021

Giugiu confirma evolução e fecha em 6º lugar na Copa França de MTB XCO

Giugiu Morgen


Mantendo sua sequência de provas na Europa,  Giuliana Morgen (Sense Factory Racing), participou da Copa França de MTB na cidade francesa de Guéret e finalizou na sétima colocação. A prova aconteceu no último sábado, 5 de junho, e, com o resultado, a atleta  alcançou o oitavo lugar no ranking mundial de Cross-Country Olímpico UCI Junior Séries.

Feliz com sua evolução ao longo das últimas semanas, a ciclista Giuliana Morgen (Sense Factory Racing), encerrou o fim de semana com motivos de sobra para comemorar. Competindo de forma ininterrupta desde o dia 8 de maio, quando ela participou da etapa de Albstadt da Copa do Mundo de Mountain Bike Cross-Country Olímpico, Giugiu segue em um processo constante de aprimoramento, com resultados bastante positivos. 

No último sábado, dia 5 de junho, a atleta participou da Copa França de MTB XCO, competição UCI Classe 1 válida pela UCI Junior Séries XCO, que reúne algumas das melhores ciclistas do mundo na categoria júnior. 

A prova foi realizada em um circuito bastante técnico, com passagens duras de subida e descidas desafiadoras. Mesmo correndo sem canote retrátil e de hardtail, uma Sense Impact Carbon, Giugiu mais uma vez destacou-se nos trechos que exigiam habilidade - reflexo de seu intenso treinamento em trilhas de enduro em Petrópolis, Rio de Janeiro, sua cidade natal. 

Na prova, a brasileira fechou com o tempo de 1:08:55, a poucos segundos da quinta colocada, a belga Julia Grégoire. A vencedora do dia foi a francesa Olivia Onesti. 

“A prova foi muito dura e com bastante lama. O nível das adversárias estava excelente, por isso saio muito satisfeita com minha performance”, afirmou Giugiu

O resultado garantiu mais 35 pontos UCI para Giugiu. Com isso, ela sobe uma colocação e agora ocupa o oitavo lugar no ranking mundial na categoria júnior.

Evolução física e pessoal


Mais do que ficar feliz com seu excelente sexto lugar na prova, a ciclista comemora não só sua evolução física, mas também seu crescimento pessoal. Em suas primeiras provas na Europa em 2021, Giugiu sofreu com a falta de ritmo em competições de alto nível, com o clima chuvoso e frio da Europa sendo alguns dos principais adversários do atleta. 

Porém, prova após prova, Giugiu foi reencontrando seu ritmo e, com isso, os resultados começaram a aparecer com cada vez mais consistência. Esta evolução física e a oportunidade de estar na Europa estão fazendo bem para a ciclista.

“Sinto que se eu estivesse no Brasil, não iria expandir meus limites. Tudo nesta viagem está me forçando a crescer e progredir”, comentou a atleta de 17 anos de idade. 

Giugiu Morgen após prova na França - Foto: Arquivo Pessoal


“Aqui, estou tendo que resolver tudo. Desde estar sozinha, ter a autonomia de resolver detalhes, até a questão das provas, lugares perfeitos para treinar etc. Tudo está sendo uma lição, então isso também está me deixando muito satisfeita”, finalizou.

Mais provas na Europa e na América do Sul


No dia 19 de junho, Giugiu largará na Proffix Swiss Bike Cup, competição que acontece na Suíça e encerra a temporada da atleta na Europa. De volta para o Brasil, ela vai para Carandaí, em Minas Gerais, disputar a final da Copa Internacional de Mountain Bike, no dia 2 de junho. No dia 11 do mesmo mês, ela larga na Copa Juvenil Mezuena, competição que acontece na Colômbia. 

Já no segundo semestre, ela retorna para a Europa para disputar o Campeonato Mundial de XCO, competição que acontece no dia 25 de agosto em Val di Solle, na Itália. 

Fotos: Arquivo Pessoal
Leia mais...

CBC divulga liberação do calendário de provas com pontuação para ranking nacional de ciclismo



Na última terça-feira, 1º de junho, a Confederação Brasileira de Ciclismo (CBC), divulgou comunicado oficial liberando a abertura do calendário de provas com pontuação para ranking nacional e deixando a critério de cada federação as programações estaduais.

"A abertura do calendário de provas com pontuação para ranking nacional está prevista para 01 de agosto de 2021", diz o comunicado da CBC que ainda afirma que "a inscrição de eventos deverá seguir as orientações regulamentares e serem realizadas através da Federação Estadual a partir do dia 08/06/2021".

"Adotamos essa estratégia pensando na saúde e bem-estar de todos. No momento atual, mantendo os eventos regionalizados e pontuais, evitamos que muitos atletas, treinadores, familiares e aficionados viagem para diferentes estados", diz o comunicado.

Confira a íntegra no site da Confederação Brasileira de Ciclismo.
Leia mais...

quarta-feira, 2 de junho de 2021

Homem dá cotovelada em mulher que pedalava em ciclovia no Rio



Circula pelas redes sociais o vídeo que registra o momento em que um homem dá uma cotovelada e derruba uma ciclista na enseada de Botafogo, no Rio de Janeiro. O caso ocorreu em 22 de maio e está gerou grande repercussão e revolta em ciclistas de várias regiões.

Nas imagens (confira o vídeo) é possível ver que a mulher circulava em sentido correto e que havia espaço para o homem passar sem a atingir, visto que momentos antes outros (correndo lado a lado) passaram sem problemas.

O blog Foto e Bike entrou em contato com a Guarda Municipal do Rio (GM-Rio) e a instituição informou que esse episódio configura uma agressão.

"Neste tipo de ocorrência, guardas municipais e policiais militares atuam mediante flagrante do crime ou acionamento da vítima, conduzindo os envolvidos (acusado e vítima) para a delegacia, para que seja realizado o registro da ocorrência".

A GM-Rio ainda informou que não fez o flagrante do caso ocorrido na enseada de Botafogo.

Questionada sobre o que está sendo feito para diminuir ou coibir esse tipo de ocorrência, a GM-Rio que "realiza ações diárias de fiscalização de trânsito e também com o foco no ordenamento urbano e para coerção de delitos em todas as regiões da cidade por meio de rondas ou em postos fixos".

O agressor é um policial civil


O G1 noticiou que o autor da agressão à ciclista é o policial civil Marius Brandão. A reportagem do portal de notícias tentou contato com Marius, mas o mesmo não quis comentar o caso. "Não tenho nada para falar com você", disse ele.

O caso da cotovelada de Marius Brandão à ciclista, em Botafogo, está sendo apurado pela Corregedoria da Polícia Civil do Rio de Janeiro que afirmou que "tomará as medidas cabíveis".  

Pedestres podem circular em ciclovias


Segundo o Código de Trânsito Brasileiro (CTB), ciclovias são pistas próprias destinadas "à circulação de ciclos", separadas fisicamente do tráfego comum. Pela definição, não é permita a circulação de pedestres sobre ela.

O tema gera bastante discussão, mas, como já é regulamentado por lei, não há o que fazer exceto respeitar.

No caso do Rio de Janeiro, há regras de conduta e uso das ciclovias e áreas de lazer da cidade que reforçam o que diz o CTB. No município não é permitido o trânsito de pedestres na ciclovia, sendo este um espaço destinado aos ciclistas. "Além de ser uma infração, esse tipo de conduta pode causar acidentes graves".

"Uma coisa que todo ciclista deve ter em mente é que a bicicleta é um veículo como qualquer outro. Então é obrigatório respeitar as regras de trânsito na ciclovia, dando preferência aos pedestres nas faixas e respeitando o limite de velocidade de 20km/h – e só pode pilotar na ciclovia quem tem mais de 16 anos. Entre as proibições, estão incluídas a contramão e as manobras em zigue-zague, que atrapalham os demais ciclistas e podem causar acidentes", afirma a Prefeitura do Rio de Janeiro em matéria publicada no site do governo municipal.
Leia mais...

terça-feira, 1 de junho de 2021

CBC não enviará atletas para Pan-Americano de Pista por causa da pandemia



A Confederação Brasileira de Ciclismo (CBC) divulgou comunicado informando que não enviará atletas para o Campeonato Pan-Americano de Pista, que será disputado entre os dias 23 e 29 de junho, no Peru. A motivação é o atual estágio da pandemia de coronavírus no Brasil.

"A decisão foi tomada visando preservar a saúde e a integridade física dos atletas e de todos os demais envolvidos na missão, tendo em vista as atuais restrições de entrada de brasileiros no Peru e o tempo necessário para preparação adequada e segura da seleção", afirma a CBC no comunicado.

Para a classificação aos Jogos Pan-Americanos Júnior, que utilizará o Pan de Pista como seletiva, "a CBC já está tratando diretamente com a COPACI/UCI no sentido de encontrar uma alternativa que não prejudique a participação do Brasil".

Ao fim do comunicado, a CBC pede a "compreensão e solidariedade de todos para atravessarmos juntos esses momentos difíceis".

Foto: Luis Claudio Antunes / CBC
Leia mais...

Henrique Avancini, Jaqueline Mourão e Luiz Cocuzzi são os nomes do Brasil nas Olimpíadas de Tóquio

Henrique Avancini, Jaqueline Mourão e Luiz Cocuzzi


A Confederação Brasileira de Ciclismo (CBC) divulgou a convocação dos atletas do mountain bike para as Olimpíadas de Tóquio na tarde desta segunda-feira, 31 de maio. O ranking de classificação olímpica foi finalizado após a etapa da Copa do Mundo de MTB em Nové Mesto, República Tcheca. 

O Brasil conquistou três vagas para o mountain bike cross-country para os jogos olímpicos de Tóquio: duas no masculino e uma no feminino. Os atletas confirmados após a convocação da CBC foram Henrique Avancini, Luiz Henrique Cocuzzi e Jaqueline Mourão, conforme presumido pelo blog Foto e Bike.

Os escolhidos no MTB para as Olimpíadas de Tóquio


Principal atleta de mountain bike no Brasil, Henrique Avancini disputará os jogos olímpicos pela segunda vez em sua carreira. Na primeira ocasião, concluiu na 23º na Rio2016 e, desde então, seus resultados foram históricos para o país na modalidade. Ele chega a Tóquio com chances de vitória.

Jaqueline Mourão, de 45 anos, vai participar pela sétima vez de uma edição de jogos olímpicos. Hoje competindo no mountain bike, a atleta já disputou no esqui cross-country em Olimpíadas anteriores.

No MTB, o melhor resultado de Jaqueline Mourão foi nos jogos olímpicos de Atenas, em 2004, quando terminou em 18º. Os jogos de Tóquio devem marcar o fim das participações da atleta em Olimpíadas.

Com 27, Luiz Henrique Cocuzzi vai representar o Brasil em Olimpíadas pela primeira vez. "Depois de muita superação, suor e muito trabalho ao longo dos últimos anos, chego aonde eu sempre sonhei estar", comentou o atleta em suas redes sociais.

As provas de Mountain Bike nas Olimpíadas de Tóquio serão disputadas entre os dias 26 e 27 de julho.
Leia mais...
 
Copyright © 2021 Foto e Bike.com • Direitos reservados | Escreva-nos: blogfotoebike@gmail.com
Template Design by BTDesigner • Powered by Blogger
back to top